Séries (d)e Televisão

pesquisar

 
Sábado, 23 / 01 / 10

All In the Family - na RTP Memória

Sem aviso e a meio de um momento de viragem na história, a RTP MEMÓRIA deixou de exibir a sitcom "All in the Family" - Tudo em Família. Ao contrário da SIC GOLD, que soube exibi-la de início ao fim! Esperava um comportamento idêntico por parte da RTP. Mas, para quem conhece os hábitos da estação pública, isto não é de surpreender...

.
Lamento o desaparecimento da série no final da 4ª temporada, num momento em que mais gostava de a acompanhar. A par de "Bairros Populares de Lisboa", também desaparecido e só exibido de madrugada a más horas, era o que mais me interessava ver no canal.

.
Substituí-a Mr. Bean.

.

All in the Familly é a melhor série de tempos passados. Estava ansiosa por revê-la até ao fim, pois é cheia de reviravoltas e todas pouco fantasiosas e muito de acordo com a vida real. Queria rever o fim do amor entre Mike e Glória, a reacção de Archie ao saber que a filha é que termina com o casamento e é infiel, a morte de Edith... tantas e tantas coisas que a memória trouxe à superfície ao rever a série e, agora, vão continuar apenas na lembrança.
publicado por TV Mania às 11:05
Domingo, 10 / 01 / 10

ALL IN THE FAMILY - Uma família às direitas! - a série intemporal

Está em repetição na RTP Memória e aconcelho todos a ver. Aproveitem a oportunidade, pois trata-se da melhor série de todos os tempos!





Sabem como descobrimos qual a melhor série de tempos passados? É aquela que conseguimos ver hoje, como se o tempo não tivesse passado. Poucas conseguem este feito e All in the Family é uma delas.

Que série soberba! Não estou a enganar quem me lê. Vale mesmo a pena assistir. A "maratona" de episódios é ao sábado, ás 17.00 horas. São todos os 5 episódios que passaram durante a semana. Mesmo que só queiras ver um, ficar para ver o seguinte e quando dás por isso, 5 episódios passaram, terminaram, e ainda vias mais um!


Digo isto porque muitos de vocês podem nunca a ter visto. Passou na RTP na década de 80 e a série em si foi feita há muuuuito tempo atrás. No tempo em que Nixon era o presidente dos EUA! Nem o watergate tinha acontecido ;). Mas pensam que isso a afecta? NÃO!! E isso é que a torna espectacular.

.Todas as referências ao período político do país, à economia, à sociedade são... actuais.


- Hã?! Como?? - devem estar a pensar.

.Pois é. Uma boa série é assim. Toda ela é feita com o que tem valor e a prova é a sua capacidade para nos tocar e fazer reflectir. Com os problemas de "ontem", que ainda são os de "amanhã".

A série não merece outro adjectivo senão o que já lhe dei: soberba. É constactá-lo a cada episódio. Abordando a posição da sociedade sobre o ambiente, a diferença entre os géneros, emigrantes e a questão racial (tenho dúvidas quanto a esta designação, pois a RAÇA a que pertencemos, é a raça humana, a cor da pele não é raça), ao contrário da maioria das produções actuais, fá-lo com autenticidade. São honestos ao expor o preconceito tal como ele é: independentemente da "raça", qualquer um pode ser preconceituoso! Eis uma verdade que as produções actuais costumam esquecer. Recrimino bastante a forma como estas produzem "papa de farinha" sobre estes temas. Só mostram extremos e retratam as pessoas como debilóides, por serem brancas, ou pretas, ou azuis... não melhorou nada!

.Na série é diferente. Ela faz-nos reflectir sobre as coisas simples, os actos aceitáveis socialmente: estarão certos ou há algo de errado? Enfim: é soberba! Têm mesmo de ver.






Ora cá está um episódio inteirinho!
.
A história até é simples. Uma família normal americana (tal como os Simpsons!), a dona de casa, o homem da casa com poucos estudos e cultura, e a filha, de mente moderna e ideias diferentes, que um dia chega a casa com um marido! Um rapaz de origem estrangeira, jovem estudante universitário que, por isso, não pde sustentar uma casa...


Todos diferentes, a morar juntos, já têm os seus problemas quando uma família negra se muda para a vizinhança. Depois disso, um casal muito diferente, em que o homem cozinha e a mulher trata dos arranjos eléctricos, também se muda para lá... a vida na pacata rua de vizinhança até então toda "branca-americana" muda e isso deixa alguns sem saber como se comportar...

Elenco e curiosidades:

Os actores eram, no geral, bem diferentes dos papés que desempenhavam. Conforme se vê pelas fotos do elenco quando não estão em personagens, os olhos de Carrol O'Connor (Archie) revelam um olhar diferente. Faleceu em 2001 com um grande desgosto que sempre disse levar consigo para a sepultura: o seu único filho (adoptado na Itália) suicidou-se com um tiro na cabeça, quando conversava com o pai ao telefone. A razão foram as drogas. Deixou um filho e a sua morte levou o pai a ser um elemento forte na responsabilização dos traficantes de droga, tendo ganho o processo. Carrol falava italiano fluentemente, tinha vivido na Irlanda, feito teatro na Europa e era muito liberal. Ficou amigo próximo de Rob Reiner (Mike) depois do fim da série. Uma vez este disse que Carrol era mais liberal do que ele. Rob, filho de um conceituado director de filmes, seguiu as pegadas do pai e é actor, produtor e argumentista. Sally Struthers (Gloria) dedicou-se mais ao teatro e a causas humanitárias, pouco se sabe dela e nem uma imagem parece existir. Jean Stapleton (Edith) está reformada e vive em Manhatan. "Fartou-se" de trabalhar e era apontada como uma mulher totalmente oposta à simples, pouco vaidosa e submissa Edith. Falecida em 2004, Isabel Sanford (Loise) não fez muito mais depois da série. A sua personagem tornou-se um ícone, sendo aproveitada algumas vezes para participações especiais. Teve seis irmãos, todos morreram na infância. De origem modesta, casou com um pintor de casas, que morreu afogado em 1960, deixando-a com 3 filhos. Ela então perseguiu a carreira de actriz. Na altura da série, era 20 anos mais velha qu o co-protagonista. Mike Evans (Lionel) faleceu em 2006 de cancro da garganta. Apenas trabalhou em televisão enquanto a série e as muitas spin-oofs estiveram no ar. All in the Familly originou outras sitcoms: Os jeffersons, Glória (não emitida), Archie Buncker's place e Maude, uma das melhores, que lançou a actriz Bea Arthur.
publicado por TV Mania às 00:16
Segunda-feira, 31 / 12 / 07

Golden Girls/Sarilhos com Elas


Quatro mulheres com rugas no rosto, evidenciando terem acima de 50 anos de idade. Quem diria que teria tanto sucesso?

Golden Girls é uma sitcom criada em 1985 que durou 7 décadas. Visou assuntos interessantes e ás tantas controversos, a começar pela sua sipnose: Quatro mulheres idosas, separadas ou viúvas, que vivem juntas num apartamento de luxo e são sexualmente activas.

Blanche é a mais namoradeira de todas. Lança-se em aventuras românticas quase a cada episódio, tendo um comportamento muito assumido e ás claras. Dorothy foi casada por 38 anos e enganada pelo marido um sem número de vezes, até este a deixar por uma jovem hospedeira de voo. Vive agora também com a sua mãe, Sofia, que está sempre a relembrar episódios passados na sua terra natal em Sicília, Itália. O quarto elemento é Rose. Criada num orfanato em St. Olafs, uma pequena povoação rural e adoptada por uma família numerosa, as suas histórias são sempre longas, tristes, maçantes e extraordinariamente sem nexo. O que gera muitos momentos de riso. Ela é também um tanto esquecida e vive com o trauma de ter perdido o marido de ataque cardíaco na cama, enquanto faziam amor.

É graça há riqueza destas personagens e a um guião muito bem escrito, que as quatro amigas discutiam os seus problemas e partilhavam a sua amizade, época após época, sentadas na cozinha, a beber café, chá e a comer biscoitos e bolos. Tal como se passa na realidade, a cozinha das Golden Girls (mulheres na fase dourada da vida) era o centro de todos os assuntos importantes.

A série ganhou 11 Emmys e 4 Globos de Ouro. Todas as protagonistas receberam um Emmy, feito somente alcançado anteriormente por All in the Family (Tudo em família) e posteriormente por Will and Grace.

Penso que é uma sitcom com uma pitada de intemporalidade. Estou pronta para a rever a qualquer altura. Seja eu como fui então uma jovem de pouco mais de uma dúzia de anos, ou esteja já nos meus Golden Years.

English Version:



Four women with wrinkled faces, showing they’re over 50. Who would say it was going to be a huge hit?

Golden Girls is a 1985 sitcom that run for 7 seasons. It showed interesting and sometimes controversial issues, starting with it’s synopses: four elderly women, some divorced others widows, live together in a luxurious apartment and are sexually active.

Blanche is the flirtatious one. She has a romantic adventure almost every episode. She assumes it and makes no effort to hide it. Dorothy was married for 38 years with a husband that cheated on her frequently until he finally lefts her for a young flight attendant. Now she lives again with her mother, Sophia, who is constantly starting a Sicilian story (her Italian roots) with the phrase: Picture this… The fourth element is Rose. Raised on an orphanage in St. Olaf, a small agriculture community, and lather adopted by a large bizarre family. She’s an widow, who has lots of suns and grandsons. She lives with the traumatic experience of seeing her husband die wile they were making love.

Thanks to this charming characters and a well written script, this four friends chairing their friendship with the audience, were able to discuss their problems in the kitchen table for 7 seasons, over some coffee or some tea with cake.

The series won 11 Emmys and 4 Golden Globes. Each of the main actresses won an Emmy. A feature only preceded by All in the family and lather by Will and Grace.

I believe this to be a good sitcom to watch, indifferently of how many years go by. I’m ready to re-seen it, in spite of being no longer in my something dozen years old. I imagine it will be interesting to see it when my turn to enter my “golden years” arrives.


publicado por TV Mania às 17:38
Falar, relembrar, recordar, trocar, encontrar... séries de televisão

mais sobre mim

TROCAS & VENDAS Séries de TV
FANTÁSTICO * Super-Mulher * Espaço 1999 * Batlestar Galactica * Buck Roger no Séc. XXV * Smallville COMÉDIA * Allo-Allo * Black-Adder * Coupling * Uma família às Direitas * Que Família! (Full House) * Quem sai aos Seus (Family Ties) * Parker Lewis Can't Loose * Vida! DRAMA * Eu, Cláudio

últ. recentes

  • oi boa noite. gostaria de saber o preço verdadeiro...
  • oi bom dia . gostaria de saber o preço do robô buk...
  • gostaria muito q essa serie passasse outra vez na ...
  • SImpsons não é a série mais duradora do mundo! É a...
  • Recordo-me muito bem da série, todavia perdeu-se c...
  • É deveras lamentável que uma série de sucesso da d...
  • Uma das minhas preferidas de sempre.Acho que todos...
  • Adoro a Kitty também e em seguida é o Greg.É uma s...

Pergunta e Responda

Pop up my Cbox

arquivos

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31